Dieta Da Zumba: Cardápio Completo Para Perder gordura Muito mais Com A Dança

Vinte Lanches Rápidos Para a Dieta Das Proteínas


Neste momento se vão mais de quatro anos desde que comecei na alimentação low carb, e desse tempo eu passei por três estágios em meu relacionamento com preparações que imitam receitas com trigo. Tentativas desesperadas de encontrar uma receita de pão low carb, de bolo low carb, de massa de pizza low carb. Resultado: algumas receitas ruins e muitas farinhas malucas estragando pela despensa. É um período em que ainda é muito robusto e presente o apego ao hábito de consumir carbos junto com todas as refeições. Essa frustração com as receitas que nem sequer de retirado lembram as versões originais que você acabou de abandonar podes ser danoso pra ti, dando aquela sensação de privação e de que as comidas em low carb são ruins.


A minha recomendação para as pessoas que está começando é abandonar não apenas o trigo, o arroz e o açúcar, porém também os CONCEITOS do macarrão, do biscoito, do bolo, do macarrão, da pizza. Pelo menos até você desapegar do hábito velho e destinar-se desenvolvendo aos poucos os seus hábitos low carb.


Cadastre-se para ganhar GRÁTIS um ebook com Dicas e Receitas para um Café da Manhã Low Carb que emagrece e alimenta! Grata por se cadastrar! ESTÁGIO dois: Para QUE PÃO? Você neste momento se habituou com a dieta. Ingerir low carb imediatamente virou natural e você não sente mais aquela vontade de pão no café da manhã, agora come a carne de panela só com vegetais sem constatar ausência do macarrão. Por esse estágio você domina que o que te engordou no passado não foi aquele bolo numa comemoração de aniversário, nem aquelas idas eventuais em uma hamburgueria que você gosta. Você começa a reinserir novas receitinhas que imitam receitas com carbos, como um bom bolinho de caneca de vez em quando, uma tortinha salgada com farinha de amêndoas.


E você começa a achar bom, incrível! Gosta do sabor e de que forma as receitinhas low carb são tão menos “empanzinantes”, como elas demonstram bem o sabor dos recheios. Eu super cheguei nessa fase! Não é que vivo fazendo receitinhas, ainda priorizo o basicão mesmo. Mas no decorrer da estrada fui sondando algumas receitas que realmente valem a pena e substituem super bem as versões originais. Já tenho a minha melhor receita de pão, imediatamente tenho a de bolinho doce e bem como essa receita de torta salgada que quebra um galhão pela minha residência.


Entretanto de pizza eu não tinha nada além desta receita que usa como “massa” um delicioso hamburgão de carne gigante. Neste instante tinha tentado fazer massa de pizza com couve flor mais de uma vez e todas foram um fiasco. E eu gosto o sabor da couve flor cozida só no vapor, acho uma ofensa cozinhar horrores, moer e disfarçar ela com um monte de queijo.


Pois massa de couve flor, não. Só neste salgado que leva couve flor pela massa e fica que show hein. Todavia nesta hora eu descobri uma massa de pizza low carb, baseada em peito de frango cozido e desfiado, que fica muito ótimo, bem sequinha. Fica um disquinho em uma consistência super boa, e a cara da pizza fica graciosa com finalidade de issaee.



Além disso, ela não cola no fundo da maneira, nem sequer absorve muito a umidade do recheio. Para rechear a pizza use molho de tomate e o que mais quiser. Na que fiz para as imagens usei queijo, tomate, cebola e pimentão. Adoro botar bastante verdura em cima, visto que acho que combina bem com a textura mais “carnudinha” da massa. Necessita continuar muito interessante com um brócolis com requeijão, ou quem entende umas tiras de abobrinha refogadas no alho. Coloque todos os ingredientes da massa no processador (ou liquidificador) e bata até continuar homogêneo.


Derrame a massa em uma maneira de pizza (usei uma com teflon) untada com azeite. Abra a massa com a ajuda de uma espátula. Nesta hora fica parecendo que não vai oferecer direito, contudo siga em frente. Leve ao forno pré aquecido por dez minutos e após 10 minutos, verifique se de imediato está douradinha por nanico. A minha assei mais ou menos a 180 graus.


Quando dourar por baixo use uma espátula para virar, asse por mais 10 minutos ou até que os 2 lados estejam douradinhos. Retire do forno, acrescente os recheios que você escolher e regresse ao forno por mais 10 minutos. Se o seu forno tem aquele grill em serpentina pela parte de cima, é uma bacana hora para utilizar, assim sendo só esquenta o recheio sem assar a massa por mais tempo.


Então, mesmo sem a ingestão de uma grande quantidade de carboidratos a glicemia consegue ser finamente controlada pelo organismo. Como tem êxito a dieta cetogênica no tratamento da epilepsia? Quais os proveitos da dieta cetogênica? Vamos perceber neste momento os privilégios esperados ao fazer uma dieta dessas de modo adequada. Em dietas ricas em carboidratos, a fonte energética principal advém desse macronutriente.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *